Os membros docentes do curso interagem com universidades brasileiras, participando de bancas examinadoras, simpósios e cursos na Amazônia e demais regiões do Brasil, auxiliando assim no desenvolvimento científico regional e nacional. Os docentes lideram e participam da organização e oferecimento de cursos em outros estados e participam ativamente de bancas e concursos públicos de Universidades brasileiras.  

 

Os docentes do PPGCA participaram em 2017 de bancas de mestrado e doutorado na Universidade do Estado do Pará, Universidade Federal Rural da Amazônia, Universidade do Estado do Maranhão, Universidade de Leeds (Inglaterra) e no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Além disto, atuaram em parceria em bancas na Universidade Federal do Pará com os seguintes Programas de Pós-Graduação, Faculdades e Institutos de Pesquisa:

 

- UFPA/PPGEC - Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil

- UFPA/PPGG - Programa de Pós-Graduação em Geologia e Geoquímica

- UFPA/PPGGRD - Programa de Pós-Graduação em Gestão de Risco e Desastre na Amazônia

- UFPA/Núcleo de Ação e Desenvolvimento Sustentável

- UFPA/Núcleo de Meio Ambiente

- UFPA/Núcleo de Altos Estudos Amazônicos

- UFPA/CPGF - Programa de Pós-Gradução em Geofísica

- UFPA/PPGEO - Programa de Pós-Graduação em Geografia

- UFPA/PPGQ -  Programa de Pós-Graduação em Química

- UFPA/PPGAU - Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo

- UNAMA

- Instituto Tecnológico Vale Desenvolvimento Sustentável

- Universidade do Minho (Portugal)

 

Atuam em cargos de liderança acadêmica ou associados a programas de pesquisa nacionais:

Drª. Maria de Lourdes Ruivo: Programa de Biodiversidade e Biotecnologia da Rede BIONORTE/MCTI (PPGBIONORTE-Pará). Programa Científico para Conhecimento e Uso Sustentável do Pantanal – INPP/Campus Avançado do Pantanal/MPEG. Escritório Regional de Belém do Programa LBA, na Amazônia.

-  Dr. Peter Toledo: Centro de Ciência do Sistema Terrestre no INPE. Programa Ecométrica (INPE-EM) que visa gerar estimativas anuais de emissão de gases do efeito estufa por mudanças de usos da terra no Brasil de forma explícita.