Projetos Integradores

 

1) Rede de Mudanças Climáticas e Ambientais do Pará: uma perspectiva de estudos integrados. Edital 14/2009 PRONEX/FAPESPA/CNPQ

O objetivo deste projeto é construir uma rede integrada de pesquisas multidisciplinares e discussão permanente, que possa atuar em parceria (pesquisadores e instituições) no desenvolvimento acadêmico, científico e tecnológico da área temática de mudanças climáticas globais e regionais, incluindo impactos, vulnerabilidades, dimensões humanas e respostas econômicas e sociais.

 

2) INCT/CNPQ/MPEG: Uso da Terra e Biodiversidade na Amazônia

Tem como objetivo principal o estudo da biodiversidade e de práticas de manejo sustentável na Amazônia paraense. Os estudos integram uma linha interdisciplinar ao envolver métodos de pesquisa da agronomia, biologia, ecologia e social. Um dos avanços do projeto é o fortalecimento dos cursos de pós-graduação da Amazônia, como o PPGCA e a formação da Escola da Biodiversidade, onde os participantes do projeto levam os resultados das pesquisas desenvolvidas pelo projeto às comunidades envolvidas.

 

3) Programa de Grande Escala da Biosfera-Atmosfera na Amazônia (LBA)

É um programa multidisciplinar que busca entender o funcionamento dos ecossistemas amazônicos em todas as suas vertentes e estudar o sistema amazônico como uma entidade regional no sistema Terra, assim como as causas e efeitos das mudanças em curso na região. A pesquisa no LBA é orientada pelo reconhecimento de que a Amazônia está sob rápida e intensa transformação, relacionada ao seu processo de desenvolvimento e ocupação. É gerenciado pelo MCTI e coordenado pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia/INPA. Tem parcerias com cerca de 280 instituições nacionais e estrangeiras, realizadas por 1400 cientistas brasileiros e outros 900 pesquisadores de países amazônicos, de 8 nações europeias e de instituições americanas.

 

Destacam-se os sub-projetos do LBA:

- Cloud processes of the main precipitation systems in Brazil: a contribution to cloud resolving modeling and to the GPM (Global Precipitation Measurement)

Processos de Nuvens Associados aos principais Sistemas Precipitantes no Brasil: Uma contribuição a Modelagem da Escala de Nuvens e ao GPM (Medida Global de Precipitação) (http://chuvaproject.cptec.inpe.br/portal). O Projeto pretende criar e explorar essa base de dados para melhorar a estimativa de precipitação por satélites e validar e estudar as parametrizações da microfísica das nuvens.  As instituições coordenadoras do projeto são: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Agencia Espacial Brasileira (AEB), Universidade de São Paulo (USP), Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE/DCTA), e participam do projeto as seguintes instituições: UFPA, UEA, UEC, UFSM, UTFPR, INPA, SIPAM, INMET, FUNCEME, CLA/DCTA.

 

- AmazonianTall Tower Observatory- ATTO

Este projeto tem como objetivo geral ampliar a coletar e sistematizar medidas de longo prazo de trocas de gás carbônico, água e energia entre a atmosfera e os ecossistemas da Amazônia, formando uma rede de monitoramento ambiental, com a implantação de um super sitio experimental no estado do Amazonas, equipado com uma torre de 300 metros cuja área de cobertura abrangerá uma ampla extensão de floresta de terra firme. Observações em torres altas com área de abrangência de até 106 km2 permite observar grandes regiões subcontinentais e assim fornecer elementos chaves para a compreensão das mudanças climáticas com os ecossistemas. O observatório permitirá observar e interpretar as relações entre o clima, a físico-química da atmosfera e o ecossistema, bem como os impactos antrópicos regionais em curso e futuros no contexto de um quadro previsto de mudanças rápidas. O Projeto ATTO é uma parceria do Instituto Max Planck de Química, Mainz, Alemanha, coordenado na parte alemã pelo Prof. Dr. J. Kesselmeier, e liderado pelo Dr. Antonio Ocimar Manzi (INPA) na parte brasileira, contando com a participação de várias instituições nacionais, inclusive o PPGCA.